Você sabia que o tempo de espera por transplante de córnea no Brasil é quase zero. Quer saber o motivo?

Apesar de ser o país da miscigenação, o povo brasileiro ainda é muito preconceituoso tanto nas questões religiosas, étnicas e principalmente nas questões das doenças, deficiências e tudo mais relacionado a essa área.

Não digo só pela falta de educação e/ou consideração que a grande maioria das pessoas tem para/com os deficientes, falo isso também pela falta de oportunidade de emprego que existem para essas pessoas e a falta de estrutura por todo um país que não pensa sequer na rampa nas calçadas para facilitar a passagem dos cadeirantes e quando pensam, os “motoristas” estacionam os seus carros em cima da calçada para atrapalhar ainda mais.

Outra reclamação que pode ser feita, mais relacionada ao artigo agora é a questão daqueles “caminhos” marcados no chão da calçada para que os cegos ou pessoas que possuem problemas de vista consigam se direcionar, existem em poucos lugares e esses “caminhos” acabam terminando do nada, uma grande preocupação para essas pessoas.

No entanto, nem tudo é perfeito, mas também nem tudo é reclamação ou ruim, o Brasil é conhecido nacionalmente pelos baixos investimentos em saúde, educação e segurança, com baixa qualidade de atendimento aos respectivos necessitados também nessas áreas.

O SUS, por exemplo, a grande maioria das pessoas têm que esperar, no mínimo, 6 meses para conseguir um atendimento, principalmente quando se trata de cirurgia, transplante ou qualquer outro procedimento que necessite de um especialista ou que seja algo mais sério.

E essa é a grande bronca de todos os brasileiros, pois o Brasil é um dos países que mais cobra impostos em todo o mundo e ainda assim tem uma das piores infraestruturas de todo o mundo também.

Porém, de uma coisa o SUS e os seus convênios podem se orgulhar, o Brasil é o país modelo nos transplantes em geral, mas principalmente nos transplantes de córnea, onde já conseguiu zerar a fila de espera e hoje é o único país no mundo em que financia todos os processos, desde o diagnóstico, passando pelo transplante e indo até os cuidados pós-operatórios.

Mas por quê será que o Brasil conseguiu zerar a fila?

Para conseguir responder essa pergunta, preciso dar uma rápida explicação sobre a córnea, as doenças que podem acometê-la e quando é necessário o procedimento de transplante, para que assim possa chegar ao real motivo da rapidez com que se consegue fazer todo o processo de transplante.

 

O que é a Córnea?

A córnea é uma camada transparente que fica no interior dos olhos para protegê-lo e o seu objetivo é servir como um espelho fixo, focando a luz através da pupila para a retina.

 

Causas e doenças que podem levar ao transplante de córnea

Existem alguns casos em geral em que o transplante de córnea é necessário. Na verdade, o transplante de córnea é requisitado todas as vezes em que ocorrer um embaçamento na visão, assim o cirurgião poderá trocá-la por outra transparente.

 

Complicações em cirurgias oculares

Na maioria das vezes são pessoas de idade avançada que sofrem com essas complicações e elas fazem com que a córnea fique embaçada.

 

Traumatismos Oculares

Até um cisco que entra no seu olho pode servir para embaçar a sua córnea e pronto, você precisará de um transplante. Além disso, perfurações, queimaduras com produtos químicos e outros acidentes de trabalho que podem vir a ocorrer também são causas do embaçamento da córnea.

 

Motivos desconhecidos (Outras causas)

Existem ainda motivos como distrofias, doenças metabólicas e degenerações que podem fazer mal a sua córnea.

 

Ceratocone

O Ceratocone é o motivo mais frequente para o transplante de córnea e caso não seja descoberto no início e não seja tratado pode levar ao 0% de visão ou 100% de perda.

Normalmente ocorrem em jovens e pode estar associada a doenças alérgicas e a Síndrome de Down.

A Ceratocone é uma alteração na curvatura da córnea.

A coceira é o que mais influência na progressão da doença.

Quando a doença ainda está no seu estágio inicial, os óculos resolveram o problema. No entanto, se estiver em um nível mais avançado, lentes de contato (de diversos materiais) podem ser escolhidas e recomendadas ao paciente. Quando não tiver fazendo mais “efeito”, o transplante de córnea será requisitado.

 

Mas, afinal, qual é o motivo que levou a lista de espera a zero?

Campanhas, melhoras na captação e a inserção de diversas áreas para que a compatibilidade entre o doador e receptor fosse a maior possível e em um tempo ágil o suficiente para que o receptor não sofresse nenhum dano irreversível.

Claro que as campanhas do governo ajudaram demais, mas os grandes responsáveis são os doadores. Sem eles não teria córnea suficiente para que o procedimento geral durasse apenas 20 dias (tempo necessário para qualquer cirurgia), ou seja, o tempo mínimo de espera.

Sem a conscientização da população não seria possível um sistema tão rápido e eficaz.

Obrigado a você que é doador. :)

Até a próxima!