Qual é a diferença do transplante de córnea a laser para o transplante de córnea convencional?

Você fazia ideia de que danos à córnea é a segunda maior causa de cegueira reversível do planeta?

Mesmo sendo tão frágil e quase que imperceptível, a córnea, que é aquele camada que fica por cima da pupila e íris dos olhos, é completamente responsável por proteger nossa visão. A condição que estiver, pode e vai alterar em como vamos enxergar, podendo ser com nitidez ou não.

E quando ela é comprometida por alguma doença, faz com que tudo que você conhece se torne embaçado ou completamente escuro. Na verdade, para muito paciente, o transplante de córnea é o único jeito de voltar a enxergar e, por esse motivo que, de uns anos para cá, a tecnologia têm evoluido gradativamente para ajudar e amenizar os riscos da cirurgia.

Diferente do transplante de córnea convencional, o transplante a laser proporciona cirurgias mais precisas e planejadas para os olhos que necessitam de uma nova córnea. Mas, mesmo com a melhora dos recursos, as pessoas que praticamente já não enxergam ainda dependem do amor e da bondade de possíveis doadores.

Sabia que em 2009 foram realizadas cerca de treze mil transplantes de córnea? Essa quantidade simplesmente supera o número de transplantes de outros órgãos por inúmeros motivos, dentre eles:

  • As córneas podem ser obtidas até seis horas depois que o doador morre, enquanto os outros órgãos precisam ser retirados em morte encefálica, que acontece quando o coração está batendo e a respiração sendo auxiliada por máquinas;
  • As córneas duram aproximadamente quatorze dias no banco de olhos, enquanto o coração e o pulmão só podem permanecer fora do corpo por seis horas, no máximo;
  • A cirurgia de córnea pode ser realizada em ambulatórios, sem necessidade de internações.

 

Esses treze mil transplantes foram feitos de forma convencional e completamente manual, com riscos e chances grandes de rejeição da nova córnea, agora, se eu te falasse que existe uma forma de fazer um transplante com chance zero de rejeição e uma recuperação bem mais rápida?

Então, o laser de femtosegundo é uma tecnologia que está revolucionando as cirurgias corneanas. Pois, além de garantir mais segurança no procedimento, qualidade e até mesmo rapidez nas cirurgias refrativa, também vem sendo utilizada para várias intervenções na córnea, estando bem destacado o transplante da mesma.

O mecanismo de ação do laser é simples, sendo explicado como um pulso ultra rápido de luz infra-vermelha numa frequência exata para que aconteça o processo de fotodisrupção. Sendo esse o processo que permitirá que o corte seja realizado da maneira extremamente focada e com miníma lesão dos tecidos ao redor da área que está sendo trabalhada.

O corte com laser pode ser feito em diversos formatos , minimizando assim o risco dos flaps, que são camadas finas de tecido. Logo, o encaixe da nova córnea é feito com uma maior precisão, diminuindo muito a chance de acontecer uma rejeição.

E essa é a principal diferença entre o transplante convencional e o feito a laser, a precisão e o nível de rejeição é quase nulo, além de ter uma recuperação muito mais rápida.

A cirurgia convencional de transplante de córnea é realizada com um instrumento chamado  trépano, onde o corte é feito de forma circular e poderá ser realizado manualmentte ou a vácuo. É um método seguro, mas com toda certeza o femtosegundo é um procedimento revolucionário, representa uma total evolução.

Com o laser é possível é otimizar o aproveitamento da córnea, utilizando apenas um único órgão para atender dois ou até mais pacientes. Possibilitando que a fila de espera fique menor e pessoas praticamente cegas, volte a enxergar mais rapidamente.

Nesse método, o corte da córnea é feito por meio do laser e não mais manualmente como no  transplante convencional, aumentando a precisão. Na verdade, o procedimento sendo realizado a laser, de vinte e quatro para apenas oito pontos cirúrgicos no olho do paciente, melhorando e muito a recuperação do mesmo.

No Brasil, a fila de pessoas que estão aguardando por um transplante de córnea chega a aproximadamente vinte mil pessoas, com o transplante a laser, essa fila tende a diminuir cerca de 80%.

São inúmeras as vantagens, dentre elas a recuperação, o paciente tendo o seu problema resolvido com o laser, estará enxergando melhor logo no dia seguinte. Além disso, algumas outras vantagens chamam muita atenção, como, por exemplo:

  • Qualidade visual melhor;
  • Tratamento mais rápido;
  • Menor risco de inflamação;
  • Redução dos sintomas de olho seco no pós-operatório em asté 72%, quando comparado ao transplante de córnea convencional.

 

Com inúmeras diferenças e vantagens de optar pelo transplante de córnea a laser, o que vocẽ está esperando para colocar o seu nome no banco de olhos da sua região?

Porém, como nem tudo é perfeito, você precisa ser breve, pois os hospitais estão se limitando a apenas cinco cirúrgias mensalmente por esse procedimento, por conta dos custos elevados.